• Diego Rubiño

Robôs são aliados no combate ao câncer de pulmão


Tecnologia robótica está ajudando pacientes, nos Estados Unidos, a descobrir se eles têm câncer de pulmão mais rapidamente, com maior precisão e menos complicações.

Uma nova tecnologia robótica, operada por um controle de videogame, está ajudando pacientes nos Estados Unidos a descobrir se eles têm câncer de pulmão mais rapidamente, com segurança e com menos complicações.

A plataforma chamada Monarch, da fabricante Auris Health, é uma inovação aprovada, há oito meses, pelo FDA, orgão regulador do Departamento de Saúde dos Estados Unidos, e que começa a ter seus resultados práticos divulgados. A Monarch permite aos médicos visualizar os pulmões e obter, rapidamente e com baixo desconforto para o paciente, partes de tecido para uma biópsia.

"O câncer de pulmão é mais mortal do que o câncer de mama, cólon, próstata e pâncreas combinados, mas os sintomas não aparecem até os estágios avançados", diz Daniel Nader, médico-chefe da equipe que está utilizando a tecnologia em alguns centros médicos, nos Estados Unidos. "Isso nos permite encontrar e fazer a biópsia de nódulos em um estágio muito anterior, em vez de permitir que eles cresçam."

Precisão e conforto para o paciente

Os métodos tradicionais usados ​​para obter amostras de tecido dos pulmões, quando há suspeita de câncer, são mais invasivos, desconfortáveis para o paciente e, mesmo assim, não conseguem chegar tão longe nos pulmões. "Os robôs são capazes de 'caminhar' através dos brônquios para chegar ao local de destino, com rapidez e precisão", diz Nader.

Fonte: StartSe

#startups #robôs #tecnologia #inovação

5 visualizações